Lulas, ervilhas e tomates-cerejas salteados e temperados

by chef Cristina Lunardini

2 porções

  • Q.b. - Azeite extra-virgem I Dedicati especial para peixe - Olitalia
  • 4 - Lulas
  • 1 - Cebolinha
  • 2 - Dentes de alho
  • 10 - Tomates-cerejas
  • 150 gr. - Ervilhas
  • Q.b. - Salsinha
  • Q.b. - Pimenta malagueta
Lulas, ervilhas e tomates-cerejas salteados e temperados 1
Lulas, ervilhas e tomates-cerejas salteados e temperados 2

Azeite extravirgem e azeite

“I Dedicati” - Especial para peixe

Veja tudo

Como fazer

  • 1

    Pique a cebolinha e deixe-a dourar em uma frigideira muito larga com azeite extra-virgem Olitalia I Dedicati especial para peixe.

  • 2

    Acrescente os dentes de alho com a casca e deixe-os dourar, em seguida adicione os tomates-cerejas cortados em gomos e para terminar as ervilhas. Refogue.

  • 3

    Enquanto isso, limpe e corte grosseiramente as lulas.

  • 4

    Em outra frigideira, passe as lulas em um pouco de azeite extra-virgem Olitalia I Dedicati especial para peixe, e salgue ligeiramente.

  • 5

    Transfiras as lulas na frigideira com os tomates-cerejas e as ervilhas, coloque sal e pimenta malagueta a gosto e refogue por alguns minutos.

 

Como servir

Distribua as lulas nos pratos e sirva salpicadas de salsinha picada.
Lulas, ervilhas e tomates-cerejas salteados e temperados 3
Chefs

Chef Cristina Lunardini

Cristina Lunardini nasceu em Rimini e aprendeu a arte e a mestria da cozinha nas mais famosas escolas italianas dedicadas à hospitalidade hoteleira e à enogastronomia. Ela foi uma das personalidades mais populares do canal de televisão Alice.tv, durante dez anos, com o programa “Le mani in pasta” (literalmente, as mãos na massa), no qual contava todos os segredos das massas caseiras, doces ou salgadas. Escreveu ainda numerosos artigos para a revista “Più dolci” (Mais doces), e é a editora da coluna “Romagna Mia”, publicada na revista mensal de Alice Cucina. Graças à sua formação profissional, tem trabalhado com as mais famosas academias internacionais de cozinha, e hoje colabora regularmente com a escola Icook de Cesena. Quando lhe foi pedido para descrever sua relação com a cozinha, respondeu: “Cozinhar, para mim, nunca foi apenas um trabalho, mas uma parte fundamental da vida. Significa também compartilhar momentos importantes: oferecer os alimentos que você cozinhou com suas próprias mãos é um dos gestos de carinho mais emocionantes".

Os cookies nos ajudam a fornecer nossos serviços. Utilizando esses serviços, estará aceitando o uso dos cookies por nossa parte. Info