Pepitas de frango empanadas com açafrão

by chef Cristina Lunardini

2 porções

  • FRIENN
  • 2 Coxas de frango sem osso
  • 1 - Limão
  • Q.b. -Açafrão

 

Para empanar

  • 1 - Ovo
  • 50 gr. - Farinha de trigo
  • 50 gr. - Fécula de batata
  • Água com gás gelada
  • Q.b. -Açafrão

 

Para o molho picante

  • 200 gr. - Polpa de tomate
  • 3 - Colheres de sopa de vinagre
  • 1 - Colher de sopa de açúcar
  • Pimenta malagueta a gosto
  • 1 - Colher de sopa de amido de milho
Pepitas de frango empanadas com açafrão 1
Pepitas de frango empanadas com açafrão 2

Produtos para fritura

Frienn

Veja tudo

Como fazer

  • 1

    Corte as coxas de frango. Se preferir, pode usar também peito de frango, cortado em cubos.

  • 2

    Antes de cozinhar, marine o frango com o suco de limão e o açafrão por 4 horas. Eventualmente, a marinada poderá ser feita até mesmo no dia anterior.

  • 3

    Misture a farinha e o amido, junte o ovo e a água com gás até obter uma mistura macia e lisa mas não excessivamente líquida: quando mergulhar as pepitas de frango, deve aderir. Guarde na geladeira.

  • 4

    Aqueça o óleo FRIENN em uma frigideira suficientemente grande para que o frango seja coberto pelo óleo, ao fritar. Quando o óleo FRIENN alcançar a temperatura certa, passe as pepitas na massa e depois coloque-as no óleo para fritar. Quando o frango estiver pronto, a massa terá adquirido uma bela cor dourada-escura.

  • 5

    Deixe no papel toalha para absorver o óleo em excesso, salgue a gosto e sirva.

  • 6

    Essas pepita são perfeitas acompanhadas por um molho picante.

 

Para o molho picante

  • 1

    Misture todos os ingredientes e passe ao fogo por alguns minutos.

Pepitas de frango empanadas com açafrão 3
Chefs

Chef Cristina Lunardini

Cristina Lunardini nasceu em Rimini e aprendeu a arte e a mestria da cozinha nas mais famosas escolas italianas dedicadas à hospitalidade hoteleira e à enogastronomia. Ela foi uma das personalidades mais populares do canal de televisão Alice.tv, durante dez anos, com o programa “Le mani in pasta” (literalmente, as mãos na massa), no qual contava todos os segredos das massas caseiras, doces ou salgadas. Escreveu ainda numerosos artigos para a revista “Più dolci” (Mais doces), e é a editora da coluna “Romagna Mia”, publicada na revista mensal de Alice Cucina. Graças à sua formação profissional, tem trabalhado com as mais famosas academias internacionais de cozinha, e hoje colabora regularmente com a escola Icook de Cesena. Quando lhe foi pedido para descrever sua relação com a cozinha, respondeu: “Cozinhar, para mim, nunca foi apenas um trabalho, mas uma parte fundamental da vida. Significa também compartilhar momentos importantes: oferecer os alimentos que você cozinhou com suas próprias mãos é um dos gestos de carinho mais emocionantes".

Os cookies nos ajudam a fornecer nossos serviços. Utilizando esses serviços, estará aceitando o uso dos cookies por nossa parte. Info